Arquivo da categoria: Ilegível

BLOG MUDOU DE ENDEREÇO !

Sem choro, sem mimimi !

O BLOG CONTINUARÁ A MESMA MERDA, SÓ GANHOU UM NOME AUTO-EXPLICATIVO E QUE TEM TUDO A VER COM NOSSAS MINHAS IDEIAS !    😀

O NOVO LINK É   – HTTP://IDEIASDEMERDA.WORDPRESS.COM

Difícil né ?

Então, continuem lendo, pro mal de vocês 😀

Abraço, Merda.

Deixe um comentário

Arquivado em Ilegível

Big Bullshit.

Se fosse possível sentir o cheiro dos programas através do aparelho de televisão, eu não me arriscaria a dar uma cafungada no BBB, que por algum motivo desconhecido foi apelidado de Big Bosta Brasil pelas más línguas e, até pelo o que diz o apelido, não teria um odor muito agradável. Isso pra não falar que ia feder a merda ou algo semelhante, se é que há odor semelhante ao de merda.

O mau cheiro característico do programa pode ser atribuído à diversos fatores como:

a. O grandíloquo apresentador, pseudo poeta e exímio ator. Da última “qualidade” eu não poderia me esquecer, já que ele interpreta tão bem o seu papel que chega a convencer milhões de brasileiros que aquele teatro de marionetes homofóbicas e anabolizadas é importante para vossas vidas tanto quando a capacidade de pensar, que não é lá muito importante para boa parcela dos brasileiros. O que justifica o sucesso desse cabaré filmado.

b. A seleção dos Big Dogs. Os escolhidos nunca são gente. O candidato deve ter curso superior, um rostinho bonito, uma bunda de causar ejaculação precoce ou ser gay. Quando entra alguém de verdade, é porque foi sorteado por algum telefonema bla bla bla. Apesar de não dever satisfações, quando eu digo “alguém de verdade”, não estou discriminando os participantes daquele canil, só quero dizer que não é normal, no Brasil, ver pessoas como aquelas. Não condiz com a nossa realidade.

Com quantas pessoas assim você convive ?

E assim ?

Quantos Serginhos você já viu ? Quantas Drag Queens? Quantas policiais dos sonhos como aquela gritando para o mundo “Eu goxxxto meeeermo é di fuuudêêêê, porra! ” ?

Eu não tenho nada contra os Serginhos, as Drag Queens ou as policiais ninfomaníacas, até acho legal a ideia de policiais ninfomaníacas. Sou contra que o programa os escolha como uma forma de apelar por audiência e venha com bla bla bla social dizendo que aquele galinheiro é democrático.

c. O sistema de eliminação através de votação por telefone/internet, que além de tornar trilionário quem é bilionário, dá às pessoas non-sense a sensação de poder. PUTA QUE PARIU! A não ser que os números também sejam manipulados, existem milhões de non-sense no Brasil. Existe até gente que lê essa sopa de letrinhas com caldo de merda que eu chamamos de blog. (Mentirinha, eu manipulo os números) Hoirhioroihiorhioirhio 😀

__________________________________________________________________________________________________

É óbvio (nem tanto) que os Big Dogs não recebem um roteiro, mas essa é só uma das milhares de formas de se manipular um teatro daqueles perante a massa canarinha. Eles tem a edição, charges, um apresentador que além de pseudo-poeta e ator adora fazer piadas e insinuações malandrinhas sobre os Dogs. Glugluuu 😀

Vale a pena dizer que mesmo com o poder da edição eles fazem questão de transmitir os atos homofóbicos do lutador (e homófobo) Marcelo Dourado, e ainda se defendem das acusações do ministério público por publicar as declarações nazistas do lutador com um medíocre “mas não podemos controlar o que eles falam”.

Rede Globo, a gente se vê por aqui! Plin Plin !

Escrever sobre isso é o cúmulo do ócio, enfim,

Comentem,

Paz.

15 Comentários

Arquivado em Ilegível

Quem faz sentido é soldado!

Pqp, pq ?

Definitivamente, os ignorantes por opção são mais felizes, ou fingem muito bem.

Eu não consigo, do alto dos meus questionamentos, afirmar que sou feliz, até por não saber o que quer dizer essa extensa e vazia palavra.

A tentativa do homem de tornar palpável o abstrato, para mim, é inútil e pretenciosa, assim como seu criador ..

Sem questionamentos, a existência, ou seja lá qual for o nome disso, se torna simples e agradável, aparentemente. Não consigo me imaginar sem questionar nada, ou sem questionar tudo. Não obtenho resposta satisfatória para boa parte das minhas perguntas, só novas perguntas, isso vicia. Será que respostas satisfatórias são importantes ou só o fato de questionar já vale uma estrelinha dourada na testa?

Isso aqui é um rascunho, um rabisco das merdas que eu penso, ou das merdas que eu não penso. Perguntas sem resposta que geram novas perguntas, faz algum sentido ? Tem que ter sentido ?   Por que nós, paradoxos personificados teríamos que fazer? Quem sou eu para nos denominar alguma coisa ? Quem é você pra discordar de mim ?

Perguntas …

Respostas ? Não, obrigado … 🙂

Foi só um surto, já passou, volte para casa e tome um chá e você vai se sentir melhor … 🙂

Melhor ? Melhor como ?

Sem mais perguntas !

Por que ?

Tchau, tchau …

Eu escrevi isso, por quê ?

Perguntas …

Respostas? Não, obrigado …


“…E que fique muito mal explicado. Não faço força para ser entendido. Quem faz sentido é soldado…”

(Mário Quintana)

3 Comentários

Arquivado em Ilegível

Merda de tédio.

As aulas começaram há 2 semanas e eu ainda não fui ao colégio, acho que essa merda de tédio vicia mesmo. Isso é muito perigoso, pois assim como tem gente que quando está entediada vai escrever bosta, também existem pessoas que resolvem atear fogo na casa, ter uma overdose ou até mesmo assistir novela, o que só vai  potencializar a sua embriaguez de tédio.

Parece que tudo isso aumenta nessa época do ano, acaba o carnaval, acabam as festas, todo mundo vai embora,  não há mais ninguém nas ruas, os comércios se fecham, enfim,  é quase uma cidade-zumbi, mas nem zumbi tem nessa merda. Cadê os zumbis dessa porra ?! :@

O pior de tudo é que assim como o câncer e os pokemons, o tédio evolui! Não importa o que você faça e o quanto você batalhe, no final lá estará ele, na linha de chegada, te esperando de braços abertos e com um sorrisinho na cara!

Graças ao glorioso eu tô aqui escrevendo essa merda, e também graças a ele você está aqui, lendo essa merda. Dá pra entender como tudo isso funciona?  É o sistema entediante mundial, ele que faz essa terra girar e as pessoas fazerem tudo o que elas não fariam se não tivessem entediadas. É ele também o responsável por tantas igrejas e tantas religiões, algumas pessoas são mais intolerantes ao tédio e logo procuram uma igreja, onde expulsam demônios, conversam com Deuses, definem o que pode ou não ser feito, comem, bebem, crucificam, ressuscitam, enfim, fazem qualquer coisa desesperada pra tentar acabar com a porra do tédio.       Cansei, vou dormir, tchau.

4 Comentários

Arquivado em Ilegível, Uncategorized

Violentamente pacífico!

XII Festival Nacional a Imagem em 5 Minutos 2008- Violentamente Pacífico é um video de Gabriel Teixeira realizado no Bairro da Paz(Periferia de Salvador-BA) entrevistando Ras Mc Léo Carlos ..

Eu assisti e achei foda, por isso tô divulgando, quem puder, ajudae 🙂

Comentem, abraço!

4 Comentários

Arquivado em Ilegível, Uncategorized

Um país conformado.

A sensação de impotência é potencialmente potente.

As autoridades são os órgãos responsáveis por autorizar todas as vergonhas e absurdos do Brasil, por isso lhes foi dado tal nome.

Para a sorte das autoridades, boa parte do povo brasileiro tem memória muito fraca e uma capacidade imbecil quase divina de perdoar. Talvez isso ocorra pelo fato da sensação de impotência ser potencialmente frustrante e as autoridades, por  terem conhecimento disso, tratarem de tornar cada vez mais lenta e burocrática qualquer forma de reivindicação.

As leis criadas supostamente para punir corruptos cuja “profissão” exige que sejam incorruptíveis foram criadas pelos mesmos.  [ Pausa para risada ] Não, é uma piada sem graça.

Desde pequenos, na escola, nos são dados pregadores para tampar as narinas e não sentir o cheiro do mar de bosta no qual estamos mergulhados. Aprendemos “modos”, a pedir por favor e a agradecer mesmo quando estão enfiando um guarda-chuva aberto dentro de nossos cús. Aprendemos sobre função modular, função polinomial, relevos, climas e mais um monte de bosta que enfiam nas nossas cabeças com o objetivo entupí-las  e nos convencer de que aqueles ensinamentos serão extremamente aplicáveis no nosso cotidiano. Tem quem creia nesse conto de fadas e defenda com unhas e dentes o sistema de educação Brasileiro, que não mudou muito desde a colonização.

“Ahh, mais os assuntos que aprendemos na escola caem no vestibular ..”

FODA-SE.  Boa parte deles continua sendo ináplicável, mas se estão no vestibular, são considerados importantes e fundamentais. Então você se mata de estudar assuntos inúteis para a área na qual você quer se formar, passa no vestibular, se forma e vai viver sua vida, ganhar seu dinheiro e ficar calado.

É muito inconveniente ensinar Direito e Cidadania, Política, Filosofia e Sociologia nas escolas, e quando é feito, é feito de forma idiota e desinteressante, convenientemente, para que o aluno não se interesse e continue sendo mais um tolete a boiar, na imensidão do mar de merda.

E assim seguimos, confiando nas autoridades e nas nossas leis, que não são nada justas, permitem que tantas injustiças sejam feitas com as próprias mãos e proíbem que a justiça seja feita da mesma forma.

Do tolete para o mar,

sutilmente,

Yuri.

🙂

22 Comentários

Arquivado em Ilegível, Uncategorized

Auto-estima R$ 250,00 Segurança R$500,00

Na época que eu nasci, jacarés, rinocerontes e cavalos eram meros animais e muitos ainda pensavam que rótulos eram realmente pra geléias ..

– Ué, mas não continuam sendo ?  Não.

Atualmente os pobres animaizinhos são rótulos, estampados em todo tipo de roupa ou qualquer coisa que se venda e desejados por todos dementes manipulados pela mídia.

Como pode uma pessoa se sentir mais segura ou ter sua auto-estima elevada porque no canto superior da sua camisa tem um cavalinho estampado ?

Sabendo que as outras pessoas realmente vão respeitá-la ou lhe dar alguma credibilidade por causa da marca da sua camisa ou do seu tênis. Como se chega à essa conclusão? Vivendo no Planeta Terra.

Muita gente fala em alto e bom tom que o que vale é a atitude, mas não é isso o que constatamos na prática, pelo contrário, temos constantes exemplo de que visual é tudo e atitude não é nada. Exemplifiquemos:

Ao assistir televisão vemos inúmeras pessoas que não possuem talento algum ganhando salários com cifras astronômicas e sendo tratados como reis, se esses não tivessem a oportunidade de entrar para o meio dificilmente se destacariam em qualquer outra atividade inteligente. Mas por que muitas dessas pessoas se destacam no meio televisivo e fazem a audiência subir como pau de pedófilo em filme de Peter Pan? Porque o Brasileiro valoriza exclusivamente o rostinho bonito e a bunda gigante, mesmo que um cérebro atrofiado e em putrefação acompanhe toda essa “maravilha”. Ao mesmo tempo vemos artistas de rua, poetas, músicos, pintores, artesãos, jogados na sarjeta, sem atenção alguma, sem ter o valor que merecem.

Esse é um problema cultural, desde pequenos somos ensinados que o bom é bonito e o ruim é feio, esteticamente falando, obviamente. Na maioria dos filmes e novelas, os mocinhos são bonitos e os bandidos são feios, os mocinhos usam roupas boas e engomadinhas enquanto os bandidos usam farrapos. Isso deveria ficar nas telas, mas o brasileiro tem o péssimo hábito de reger sua vida de acordo com o que as emissoras de televisão ditam, tais emissoras se fazem valer disso e continuam transmitindo novelas que não condizem com a realidade da grande maioria dos brasileiros, onde tudo termina em flores, pessoas vão comprar pão de jatinho, e os bandidos usam farrapos e portam armas de fogo. Quando voltamos para a vida real, percebemos que os ladrões de verdade usam terno e gravata e vão comprar pão de jatinho, e o bandido que veste farrapos e porta uma arma de fogo, boa parte das vezes só quer ter uma vida como a da novela, onde impera o consumismo, ninguém tem aluguel para pagar e o Haj acaba junto com a Maya. O “bandido” tenta aderir a esse consumismo doentio, mas antes de pensar em tentar ele já se depara com a sua realidade, totalmente diferente da novela, e pensa que vale de tudo para conseguir um tênis Nike ou um relógio da Gucci, inclusive roubar e matar.

Não só as novelas estimulam essa atitude consumista desenfreada, as propagandas veiculadas pelas emissoras de tv e rádio também são muito apelativas e dão a entender que produtos de determinada marca, mesmo que sejam completamente supérfulos, são fundamentais para a sua vida. Em alguns casos extremos a tentativa de enganar o consumidor é ridícula, como quando tentam nos convencer de que refrigerantes ou cerveja são fundamentais para nós.

Um pedaço de merda é um pedaço de merda, certo? Não! Na televisão ele é um pedaço de merda crocante e cremoso ao mesmo tempo, sem gorduras saturadas e com sabor divinamente divino.

Voltando às roupas, eu penso que pessoas que usam roupas muito caras se sentem mais seguras e elegantes pois pagaram muito mais caro do que o normal para uma peça de roupa, ou seja, é como uma compra de valores, se a pessoa não é inteligente ou não tem nenhuma outra qualidade notável, ela paga uma quantia exorbitante por uma peça de roupa ou um sapato, sabendo que a respeitarão mais por isso. Mais uma vez notamos a supremacia do dinheiro, você pode ser feio, chato, burro e estúpido, mas se você se paga 500 reais por uma peça de roupa e 800 em um sapato, você de alguma forma merece respeito, afinal, pagou por isso.

Tente parar por um momento e refletir, se pagar meio salário mínimo em uma bermuda vai fazer você deixar de ser o idiota que é ou cobrir os seus defeitos.

Se aceite como é e pare de tentar comprar qualidades, pessoas que te admiram pelas roupas que você usa não merecem nem os pedaços de si mesmo que você deixa na privada.

Isso não é um texto de auto-ajuda, até porque se você for um consumista ele não será muito agradável.

Do idiota assumido,

Yuri Moura.

24 Comentários

Arquivado em Ilegível